Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Palavra de um sábio


Tendo Chevreuil, célebre químico, pronunciado durante uma aula o nome de Deus, foi interpelado no momento por um de seus discípulos.

- Mestre - perguntou o jovem, petulante e audacioso - acreditas em Deus? Já o viste?

O sábio respondeu:

- Sim, meu caro amigo, já O vi, não em si mesmo, que Ele é puro espírito, mas em Suas obras. Vi Sua onipotência na grandeza e no rápido movimento dos astros; vi Sua inteligência e Sua infinita sabedoria na ordem do Universo; vi a Sua bondade infinita nos admiráveis benefícios que Ele me dispensou.

- E tu, meu jovem, não conseguiste ver nada disso? Não vês o pintor divino no estupendo quadro da criação? Não vês o mecânico celeste nesta bela máquina do mundo? Não vês o artífice em sua obra?

- Moço, lamento a tua ignorância: dela unicamente resulta a cegueira em que vives! Procura aprender para sempre a sublime verdade!

Deus é espírito. Por isso O não podemos perceber pelos nossos sentidos, porque não tem corpo, nem figura, nem cor, nem algum dos atributos que se reconhecem nas coisas materiais. Criador de todas as coisas, Deus não foi criado por nenhum outro ser. Não teve, pois, princípio, nem há de ter fim. É eterno, isto é, existiu sempre e sempre há de existir.

Superior a todos os entes criados por Ele, as Suas perfeições são infinitas. É onipotente, isto é, pode tudo; é imutável, isto é, não pode ter mudança nos Seus atributos; é criador de todas as coisas, e nenhuma das coisas criadas tem o poder de criar outros entes Seus subordinados; é infinitamente bom; é Senhor de tudo, tudo governa no mundo; a Sua misericordiosa providencia a tudo acode e tudo regula segundo as leis da Sua eterna e infinita sabedoria.

Pretender encerrar Deus nos limites de nossa compreensão é o mesmo que pretender encerrar todo o oceano dentro de um pequenino dedal.

Somente Deus - ensinava Santo Agostinho - sacia os nossos desejos, porque Ele é a imensidade. Sempre os saciará, porque Ele é a eternidade.

(“Lendas do Céu e da Terra”)

4 comentários:

  1. Oi Jorge, Salve Maria,

    Querer limitar Deus é não compreender em sua infinita obra de misericórdia e amor, basta olharmos ao nosso derredor, não conseguimos colocar fim no que vimos. Sua bondade é maior do que tudo que possamos imaginar. E em sua palavra o Senhor nos afirma que nenhum olho viu, nenhum ouvido ouviu o que Ele tem para os seus escolhidos...a Ele todo o nosso louvor e adoração. Queremos te seguir e amar, sem questionar sua grandeza, penas viver aos Teus pés.

    Ótima escolha para postagem, que o Senhor te ilumine sempre.

    Deus Pai e Maria Santíssima. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Paz e bem,amigo! Gosto muito desta música, acho que ela diz tudo...Deus Existe!
    Composição: Flavinho).
    Deus existe, e Ele está no meio de nós
    e por nós se deu numa Cruz.
    Pra pagar os nossos pecados
    de incrédulos cristãos.
    Deus existe, e eu O posso tocar
    se a Ele entregar o meu coração,
    Pois é Nele que se encontra a Salvação!

    Quero saber porquê não acreditas?
    Quero saber porquê, não o tens como Teu Senhor?
    Por que não aceitas que existe,
    uma força que move-nos para o Bem!
    Que fé você tem? A fé que convém.
    Mas não é de conveniência
    que vive o cristão.
    Sua vivência está naquele
    que morreu por nós irmão!

    ResponderExcluir
  3. Ah! Caro amigo Jorge, se todos os professores, principalmente os das universidades fossem como Chevreuil, nosso mundo estaria melhor. Os que lecionam para os alunos menores, sei que enaltecem o Criador, qdo se entra no "Ginásio" os professores são sádicos para desmascararem os vultos da nossa história e começam os de Ciências e de História a lançarem dúvidas sobre o Cristianismo.Pelo menos comigo foi assim... Meu abraço! Excelente post, Jorge!

    ResponderExcluir
  4. Agradeço a todos os comentários deixados. OS comentários completam minha postagem.

    ResponderExcluir