Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

A luz de Deus


À tardinha, quando desce a noite, vêem-se os cumes azulados das montanhas receber e guardar, por muito tempo, o manto dos grandes raios rosados que lhes deixa o sol poente. E tudo, em derredor, se ilumina em deliciosa claridade.

Também, nas trevas desta vida, quando uma alma piedosa se aproxima de Deus, acende-se na Sua bondade a mais bela das luzes, cujos adoráveis reflexos vão, em seguida, incidir em tudo que é doloroso. Reanimam os enregelados, comunicando aos perdidos na escuridão da noite as celestes iluminações que lhes restituirão a alegria com a promessa da bem-aventurança.

Derramai, Senhor, derramai, sobre mim a vossa graça; orvalhai o meu coração com o orvalho celeste; dai-me as águas da devoção para regar a face da terra, para que produza fruto bom e opimo.

Elevai, Senhor, elevai meu espírito oprimido pelo peso dos pecados, e atraí todo o meu desejo para as coisas celestes, de sorte que, provada a suave felicidade do céu, me envergonhe de pensar nas terrenas.

(“Lendas do Céu e da Terra” – Malba Tahan)

Um comentário:

  1. Nossa Mãe de Deus! Que bárbara essa oração! Preciso ver se acho esse livro na Bilioteca aqui de minha cidade. Você, Jorge, está me atiçando demais! Também fiz uma prece no Alfa após meditar sobre o meu post de hoje. Saiba que acabei de participar da adoração ao Santíssimo e eis que encontro essa jóia sua para aprofundar minhas preces. Obrigada! Sinta-se abraçado!

    ResponderExcluir