Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Milagres ocorridos no dia do nascimento de Jesus


O grande Sao Boaventura, frade franciscano que viveu no seculo XIII, recebeu da Igreja o titulo de Doutor Seráfico, devido a elevação e clareza de sua doutrina. E de sua autoria o magnifico sermão que traduzimos diretamente do latim e reproduzimos abaixo:

"Sao estes, segundo diversas descrições, os milagres manifestados ao povo pecador no dia da natividade de Cristo:

Primeiro - Uma estrela brilhantissima apareceu no ceu, do lado do Oriente, e nela se via a figura de um belissimo menino em cuja cabeça refulgia uma cruz, para manifestar que nascia aquele que vinha iluminar o mundo com sua doutrina, sua vida e sua morte.

Segundo - Em Roma, ao meio-dia, apareceu sobre o Capitolio, junto ao sol, um circulo dourado - visto pelo imperador e pela Sibila - tendo o centro uma Virgem belissima, portanto um menino, a fim de manifestar aquele que nascia era o rei do mundo, que se dava a conhecer como o "resplendor da gloria do Pai e a figura da sua propria substancia" (Hebr.,1, 3). Vendo este sinal, o prudente imperador ofereceu incenso ao menino, e recusou desde entao ser chamado deus.

Terceiro - Em Roma desmoronou o templo da Paz, a respeito do qual, ao ser construido, os demonios se perguntavam quanto tempo duraria; tendo-lhes sido respondido: ate o momento em que uma Virgem dê a luz. Este foi o sinal de que nascia Aquele que haveria de destruir os edificios e as obras da vaidade.

Quarto - Uma fonte de azeite de oliveira irrompeu em Roma e fluiu abundantemente, por muito tempo, ate o rio Tibre, para ficar patente haver nascido a fonte da piedade e da misericordia.

Quinto - Na noite da Natividade, as vinhas de Engadda, que produzem balsamo, floresceram, cobriram-se de folhas e produziram licor, para significar que nascia Aquele que faria o mundo
florescer, reverdecer e frutificar espiritualmente, e atrair com seus odores o mundo inteiro.

Sexto - Cerca de trinta mil rebeldes foram morto pelo imperador, a fim de manifestar o nascimento daquele que sujeitaria o mundo inteiro a sua fé e arremessaria os rebeldes no inferno.

Setimo - Todos os sodomitas, homens e mulheres, morreram por toda a terra, conforme disse Sao Jeronimo, comentando o salmo "A luz nasceu para o justo", para evidenciar que Aquele que nascia vinha reformar a natureza a promover a castidade.

Oitavo - Na judeia um animal falou, como também dois bois, para que se compreendesse que nascia Aquele que aos bestiais transformaria em racionais.

Nono - No momento em que a Virgem deu a luz, todos os idolos do Egito se espatifaram, segundo o sinal que Jeremias dera aos egipcios quando esteve entre eles, para que se entendesse que nascia Aquele que era verdadeiro Deus, unico a ser adorado com o Pai e o Espirito Santo.

Décimo - Logo que o Menino nasceu e foi reclimado no presepio, um boi e um asno ajoelharam-se e, como se fossem dotados de razão, O adoraram, para que se compreendesse que nascia Aquele que a seu culto chamava o povo judeu e os gentios.

Undecimo - Todo o mundo gozou da paz e se colocou em ordem, para que ficasse manifesto que nascia Aquele que amaria e promoveria a paz universal e marcaria os seus eleitos para a eternidade.

Duodecimo - No Oriente tres sois apareceram, e aos poucos se transformaram em um só corpo solar, pelo que se mostrava que se aproximava do mundo o conhecido da unidade e trindade de Deus, e tambem que a Divindade, a Alma e a Carne em uma so Pessoa convergiram.

Por tudo isso, nossa alma deve bendizer a Deus e venera-lo, porque nos libertou e sua majestade, com tão grandes milagres, se manifestou a nós, povo pecador".

Agencia Boa Imprensa - ABIM

2 comentários:

  1. Estou sem fala, diante de tal escrito. E não me envergonho de perguntar-lhe: será verdade? Se fosse verídico , pq sempre ficou oculto? Nunca vi publicação alguma desse texto. Nunca ouvi quaisquer comentários dos tantos padres que já conheci em minha vida. É muito interessante. Meu marido comprou os evangelhos apócrifos e nem neles lembro-me de ter lido algo semelhante. Mas gostei!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, minha amiga Alfa e Omega. O texto acima não ficou oculto das pessoas, apenas consta em livros antigos que não circulam mais. Existem vários livros nessa situação. Um deles é "O fim do mundo está próximo" do Padre Julio Maria (com imprimatur e autorização eclesiástica). Esse livro traz pormenores dos catigos e profecias que abalam qualquer alma. No entanto esse livro é uma raridade. Como as pessoas perderam o hábito de ler livros piedosos, eles não são mais editados e portanto caem no esquecimento. Os milagres ocorridos no dia do Nascimento de Jesus, foi um Sermão que teve origem numa Visão que teve o grande Sao Boaventura, frade franciscano que viveu no seculo XIII e recebeu da Igreja o titulo de Doutor Seráfico, devido a elevação e clareza de sua doutrina. Ele está escrito num livro em italiano, traduzido pela Agencia Boa Imprensa e publicado no periódico do mesmo nome. Vou localizar a fonte original e lhe envio. Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir