Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

domingo, 21 de novembro de 2010

Nossa Senhora quis vir ao Brasil


Desde quando eu era muito jovem sempre tive muita devoção à Nossa Senhora do Bom Conselho. Também sempre gostei da Companhia de Jesus e da história dos Jesuítas. Santo Inacio de Loyola, São Francisco Xavier e o Beato Padre José de Anchieta eram assuntos de cujos livros eu lia muito. A relação dos jesuítas com Nossa Senhora do Bom Conselho me animou muito a postar esta história belíssima.

Uma pequena palavra sobre o marques de Pombal. Foi um maçon fanático que, por onde esteve, perseguiu duramente a Igreja católica. No Brasil impediu Santo Frei Galvão de fundar o Mosteiro da Luz. Foi implacavel e cruel perseguidor dos jesuítas expulsando-os de todos os lugares em que estivesse o famigerado Marques. A história dos jesuítas é comovente: verdadeiros soldados de Jesus Cristo perseguidos como Cristo foi.

HISTÓRIA DO QUADRO VENERADO HÁ VÁRIAS DÉCADAS NA IGREJA DE SÃO LUIZ, NA CAPITAL PAULISTA

Ensina-nos o Catecismo que, entre as Obras de Misericórdia espirituais, a primeira é "dar bom conselho". Em meio ao terrível caos mental da sociedade contemporânea, o que o homem mais precisa é dessa Obra de Misericórdia. Assim, a devoção a Nossa Senhora do Bom Conselho reveste-se de importância capital.

Apresentamos a seguir, resumidamente, a história de uma cópia desse afresco de Nossa Senhora do Bom Conselho, que a própria Mãe de Deus quis enviar ao Brasil.

DOIS IRMÃOS DA CIDADE DE ITU TORNAM-SE JESUÍTAS

Em meados do século XVIII, na tradicional cidade paulista de Itu, os irmãos Miguel e José, da família Campos Lara, uma das mais distintas da localidade, eram noviços da Companhia de Jesus.
A combativa Ordem fundada pelo grande Santo Inácio de Loyola era então muito perseguida. Em 1760, o Rei de Portugal D. José I influenciado por seu ímpio ministro Marquês de Pombal -- expulsou de Portugal, Brasil e outras colônias a Companhia de Jesus.

Jovens de verdadeira têmpera, os irmãos Campos Lara acompanharam os jesuítas em sua viagem de exílio a Roma. Na Itália, tendo concluído os estudos, receberam a ordenação sacerdotal. Pouco tempo depois, faleceu o Padre Miguel. Quanto ao Padre José, foi enviado por seus superiores a vários lugares.Porém, os governos ímpios de vários países vinham exercendo fortes pressões para que o Papa extinguisse a Companhia de Jesus. As coisas chegaram a tal ponto que, em 1773, Clemente XIV fechou-a.

Por mais terrível e inexplicável que fosse aquela dificuldade, o Padre José de Campos Lara não desanimou. Confiou em Nossa Senhora, e a Virgem enviou-lhe um embaixador celeste para ajudá-lo.

ENCONTRO COM UM ANJO NAS AREIAS DA PRAIA

Corria o ano de 1785, e fazia 25 anos que o Padre José deixara o Brasil. Quando passeava pensativo por uma praia deserta, deparou com um jovem, o qual lhe ofereceu um quadro a óleo representando a Mãe do Bom Conselho, e dizendo-lhe que o levasse para o Brasil. E, ao mesmo tempo, lhe anunciou que no lugar onde Ela fosse venerada erguer-se-ia um grande colégio jesuíta.Respondeu-lhe o sacerdote não dispor de recursos para a viagem.

Mas o jovem desconhecido garantiu-lhe que o comandante de um navio prestes a partir o admitiria gratuitamente. Consolado, quis o Padre Campos Lara despedir-se de seu interlocutor, mas eis que este havia desaparecido. Persuadido de que se tratava de um Anjo, dirigiu-se ao cais e encontrou o navio indicado.
Seu capitão concordou em aceitá-lo como passageiro gratuito.

REGRESSO A ITU

Depois de longa viagem, o navio chegou finalmente a Santos, de onde o Padre José dirigiu-se com o quadro para a sua cidade natal, Itu. Seus pais, já falecidos, haviam-lhe deixado de herança uma chácara, na qual ergueu uma capela para venerar a imagem do Bom Conselho.
A primeira parte da profecia do Anjo estava cumprida. O Padre Campos Lara agradeceu à Mãe do Bom Conselho, e continuou a rezar e a confiar. Agora faltava a restauração da Companhia de Jesus, para que pudesse ser erguido o colégio jesuíta.
Ao completar 35 anos de seu retorno ao Brasil, cerrou para sempre os olhos o Padre José de Campos Lara.

ERGUEU-SE O COLÉGIO JESUÍTA, APÓS 87 ANOS

Anos depois, a chácara do Padre Campos Lara foi doada à Companhia de Jesus, cujas atividades no Brasil haviam se reiniciado. Nesse local, em 1868, os filhos de Santo Inácio ergueram um grande colégio.
Em 1872, o quadro da Mãe do Bom Conselho foi entronizado no altar-mor da nova igreja, anexa ao colégio.
E quando o colégio foi transferido para a cidade de São Paulo, em 1918, com ele foi também o quadro.
Hoje ele se encontra numa capela interna no edifício atual do Colégio São Luiz, ao lado da igreja de mesmo nome.

Fonte: Paróquia São Luiz Gonzaga (http://www.pslg.com.br/nsbc.asp)

5 comentários:

  1. Passei por aqui como sempe...hoje, de maneira especial, para te recordar que morri por ti no pensamento...

    Sê Feliz o Teu Amigo de Todas as Horas...

    Cristo

    ResponderExcluir
  2. Sinais no Mundo, agradeço sua sempre bem vinda visita. Mas não entendi o que voce quis dizer com "morri por ti no pensamento"...
    Deixei um comentário do seu blog, indicando-o como melhor blog, presenteando-o com o Selo Premio Sunshine Award. Não sei se voce viu a mensagem.

    ResponderExcluir
  3. Linda história. Devemos refletir que, muitas vezes, os planos de Deus são para um futuro. Basta somente a nós confiarmos e realizarmos a vontade d'Ele.

    ResponderExcluir
  4. Genial! Quando nossa Mãezinha age ela consegue. Nesse instante estou pedindo a ela que guarde três ovelhinhas que comprei para o meu Natal e acabei esquecendo na loja. Que ela guarde as ovelhinhas até eu chegar. Nossa Senhora do Bom Conselho, guarde-as prá mim.Amém!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Senhora do Bom Conselho guardo-as prá mim. Já estão decorando a escrivaninha.Abração!

    ResponderExcluir