Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

O grande susto


Muito se tem falado sobre o futuro, sobre o presente e o passado. Mas há uma coisa que acontecerá em breve que me preocupa muito. Imagine tal situação: você acorda de manhã, despreocupadamente, toma seu banho, sai para trabalhar, sempre sorrindo cumprimentando os amigos, etc. De repente de depara com algo que lhe surpreende. Carros parados, estrada congestionada, pessoas correndo, fogo caindo do céu.... certamente você teria um susto muito grande. Seria um vulcão?... Não. A Ira de Deus.

O homem moderno continua com seu coração endurecido. Para seu próprio castigo se tornou um cego que não enxerga as verdades, mas apenas o que a vida lhe oferece de prazer e o que lhe convém.

Nem as lágrimas de Nossa Senhora serviram para converter a humanidade que continua cada vez mais a afundando no lodaçal dos pecados e das vergonhas.

O homem moderno continua a ser cômodo, e na sua cegueira de espírito interpreta uma conversão a seu modo de ver. Sempre a maneira conveniente de seu “bem estar”. Converter-se é um ato heróico, é abandonar a vida de pecados e lutar bravamente pela virtude, confessar-se dignamente. Ninguém ama o bem se não odeia o mal.

O que me entristece é que muita gente até se esqueceu de como se reza. mal sabem pronunciar uma Ave Maria e um Pai Nosso. Rezar o terço? Isso já é pedir demais. “Como vou arrumar tempo para ver televisão?”

Minha postagem hoje convida a uma reflexão bíblica. Eis o tema da reflexão:

Depois disso, vi quatro Anjos que se conservavam em pé nos quatro cantos da terra, detendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, sobre o mar ou sobre árvore alguma.
Vi ainda outro anjo subir do oriente; trazia o selo de Deus vivo, e pôs-se a clamar com voz retumbante aos quatro Anjos, aos quais fora dado danificar a terra e o mar, dizendo:
Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que tenhamos assinalado os servos de nosso Deus em suas frontes.
(Apocalipse, 7:1-3)

Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso não vos perturbe, porque é preciso que isso aconteça. Mas ainda não será o fim.
Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome, peste e grandes desgraças em diversos lugares.
Tudo isto será apenas o início das dores.
Então sereis entregues aos tormentos, matar-vos-ão e sereis por minha causa objeto de ódio para todas as nações.
Muitos sucumbirão, trair-se-ão mutuamente e mutuamente se odiarão.
Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos.
E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará.
Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo.
Este Evangelho do Reino será pregado pelo mundo inteiro para servir de testemunho a todas as nações, e então chegará o fim.

Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) - o leitor entenda bem -
então os habitantes da Judéia fujam para as montanhas.
Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa.
E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas.
Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias!
Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado;
porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será.
Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados.
Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais.
Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos.
Eis que estais prevenidos.
Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais.

(São Mateus, 24: 6-23)

Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o Pai.
Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem.
Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.
E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.
Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado.
Duas mulheres estarão moendo no mesmo moinho: uma será tomada a outra será deixada.
Vigiai, pois, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor.
Sabei que se o pai de família soubesse em que hora da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria arrombar a sua casa.
Por isso, estai também vós preparados porque o Filho do Homem virá numa hora em que menos pensardes.
(São Mateus, 24:36-44)

4 comentários:

  1. Almas Castelos,
    Saudações de Belo Horizonte!!

    ESCOLHI O SEU BLOG (mais uma vez, né?) para receber o Selo Prêmio Sunshine Award por admirar o seu trabalho na Blogosfera!

    PARABÉNS!!

    Este é o Link para o Post sobre o selo:
    http://www.acatolica.com/2010/11/catolica-recebe-com-humildade-e-alegria.html

    Saúde e Paz!!

    ResponderExcluir
  2. Em um feriado de carnaval, estava eu em Tinguá municipio do estado do Rio de Janeiro, e lá eu procurei uma Igreja para orar, deparei-me com uma que estava acontecendo um retiro de carnaval promovido pela RCC. Ao me colocar em oração, o Senhor me deu a graça de ter uma visão. Enquanto nós estavamos lá dentro da Igreja no Grupo de oração, lá fora na praça acontecia o carnaval, todos estavam alegres e pulando como é de costume na época do carnaval. Então o Espírito Santo me levou até a passagem bíblica que diz o seguinte: A vinda inesperada de Jasus Cristo, e me presenteou com a visão de uma multidão de pessoas, todas de branco subindo ao encontro de Jesus Cristo nas nuvens. E é assim que irá acontecer, Jesus virá e aqueles que não estiverem esperando serão surpreendidos: Pois vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como um ladrão de noite.
    Quando os homens disserem: Paz e segurança!, então repentinamente lhes sobrevirá a destruição, como as dores à mulher grávida. E não escaparão.
    Mas vós, irmãos, não estais em trevas, de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão.
    Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas.
    Não durmamos, pois, como os demais. Mas vigiemos e sejamos sóbrios.
    Porque os que dormem, dormem de noite; e os que se embriagam, embriagam-se de noite.
    Nós, ao contrário, que somos do dia, sejamos sóbrios. Tomemos por couraça a fé e a caridade, e por capacete a esperança da salvação. (I Tess 5, 2-8)

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Ana Paula, agora fiquei com dois selos.

    ResponderExcluir
  4. João Batista, palavras sábias as que voce disse. Obrigado pelo comentário. A leitura é edificante.

    ResponderExcluir