Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Corações vazios


Na grande Biblioteca de Boston, empregam-se, muitas vezes, pedaços de madeira que imitam livros; são peças colocadas nas estantes, nos lugares vagos para indicar a ausência de uma obra emprestada ou a falta de algum volume novo a ser adquirido.

A forma que substitui o livro ausente traz sempre na lombada esta indicação: - "Nada dentro".

Muitos corações, que se dizem cristãos, podiam marcar-se com a mesma legenda: "Nada dentro".

Fingem, como as formas de madeira, ter alguma coisa dentro mas nada encerram, porque não trazem o amor de Deus.

Não há no céu - ensina a "Imitação de Cristo" - nem na terra coisa mais doce, mais forte, mais sublime, mais ampla, mais deliciosa, mais completa nem melhor que o amor. O amor nasceu de Deus, e não pode descansar senão em Deus, elevando-se acima de todas as criaturas.

Quem ama, corre, voa. Vive alegre, é livre e nada o embaraça. Dá tudo para possuir tudo; e possui tudo em todas as coisas, porque sobre todas descansa no único Sumo Bem, do qual derivam todos os bens.

Não olha as dádivas, mas eleva-se acima de todos os bens, até Aquele que os liberaliza.

O amor muitas vezes não sabe limitar-se; mas vai além de todos os limites.

Nada lhe pesa, nada lhe custa; empreende mais do que pode; não se desculpa com a impossibilidade, pois crê que tudo lhe é possível e permitido.

O amor está sempre vigilante.

Nenhuma fadiga o cansa; nenhuma angústia o aflige; nenhum terror o assusta, mas qual ardente chama e cintilante labareda, ganha todas as alturas e vence todos os obstáculos.

(Malba Tahan – Lendas do Céu e da Terra)

4 comentários:

  1. Bom dia,amigo,que seu coração esteja repleto do amor de Deus,gostei da história..."Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine."(1Cor.13,1-13)."JESUS TE AMA!"

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela sensibilidade cheia de Amor da vossa postagem! Que Jesus e Maria vos Paguem...

    Convido-vos a visitar Santa Maria de Scala Coeli.

    ResponderExcluir
  3. O amor vai além dos limites, é o amor ágape. Lindo texto inspirado de Malba Tahan. Eu não conhecia textos assim dele. Muito legal, Jorge!

    ResponderExcluir
  4. Agradeço os comentários dos amigos e amigas. Estamos numa constante batalha. Amar ao próximo é fazer-lhe bem, ensinar-lhe o caminho do céu.

    ResponderExcluir