Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

sábado, 10 de julho de 2010

Amor ao Próximo


O IRMÃOZINHO
Uma menina chinesa conduzia às costas um pequenino de dois anos de idade.
Ao vê-la passar, vergada ao peso daquela carga, um sacerdote perguntou-lhe:
- É pesado, menina?
- Não senhor - respondeu ela muito viva. - É meu irmão!

Que linda resposta a desta menina!
Atentai no profundo ensinamento que suas palavras encerram!

Como parece suave a carga quando levamos ao ombro o irmãozinho querido!
Do mesmo modo, se seguíssemos fielmente os preceitos evangélicos, seríamos induzidos a dispensar a caridade a todos os nossos semelhantes. E o sacrifício, em proveito do próximo, se tornaria muito leve, pois que seria feito por um irmão.Ó Jesus, divino Modelo da caridade, dai-me aqueles puros sentimentos de amor ao próximo de que nos deixastes tão admiráveis exemplos; fazei, Senhor, que eu ame santamente os meus semelhantes por amor de vós, que nunca deles suponha mal, que lhes acuda em suas necessidades, e que, sofrendo suas fraquezas neste mundo, por amor de vós, possa um dia cantar com eles vossos louvores no Céu!
Autor: Malba Tahan "Lendas do Céu e da Terra"

5 comentários:

  1. Que lindo, dizemos à belíssima oração: Amém!! Que Jesus nos faça instrumentos do seu amor, aqui, na grande "cidade dos homens". Um bom final de semana, Jorge :)

    ResponderExcluir
  2. Certamente este texto é de acordo com o espírito da caridade, somando-se a este espírito, a compreensão da correção fraterna e a prática do combate ao mal na figura de seus seguidores, pugnando pela justiça de dar a cada um o que é seu e de assim, impedir que quem cometa atos fora dos parâmetros da justiça, obtenha vitórias, aproveitando-se da inércia e equivocada caridade dos bons, dando assim o correto tratamento à quem é devido por força de justiça, completaria-se assim a correta e perfeita noção Cristã de caridade, caridade Cristã, que em alguns momentos, pede que se use o que é agradável ao objeto dela mesma, em outros momentos, pede que se use o chicote e a espada, mesmo que pareça mau ou seja desagradável ao irmão em Cristo ou irmão segundo a natureza criada.
    Esta mesma irmã que achava leve o fardo de carregar o seu irmão, deveria também, achar leve o castigo ao irmão, se esse persistisse em algum erro e não ouvisse seus conselhos.
    A maior caridade que pode ser oferecida à qualquer um, é a verdade revelada, sendo a primeira que deve ser oferecida, as outras benesses, se oferecidas antes da anteriormente citada, tornariam-se como uma obstrução à recepção de um bem maior.Por exemplo: Não se oferece à título de obra caritativa sem prejuízo da justiça Cristã, roupas bonitas à quem falta boa orientação moral, o correto seria oferecer a orientação primeiro.
    Concordo e aprecio a oração, à ela acrescentaria o pedido de Fortaleza para combater o mal e os maus, fazendo-os assim, mais receptivos à verdade e impedindo-os de tentar os bons ao mal caminho.Aprecio a doçura da Virgem Maria e a força combativa do Arcanjo Miguel!
    Nosso Deus é o doce Cordeiro de Deus e também o temível Leão da Tribo de Judá, ele bate às nossas portas convidando para o seu Reino, voltará um dia para julgar os bons e os maus, conduzindo os primeiros ao Reino e aos segundos, ao tormento infernal eterno.
    Belo texto Jorge, como todo o seu blog é!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  3. Maximiano, voce tem toda razão. Da forma como se perdeu a noção do que é certo ou errado nos dias de hoje, é melhor definir bem o que é caridade cristã, sem dúvida. Obrigado pela ajuda e pela benéfica explicação. Vejo que voce tem um conhecimento sólido da doutrina da Santa Igreja, bem como é zeloso por ela. Parabéns. É bom e proveitoso dizer que a caridade está elencada entre as Virtudes Teologais (fé, esperança e caridade) que tem como fim o próprio Deus. As três são de importancia fundamental. Não há verdadeira fé sem a esperança de que Deus cumprirá com suas promessas e nem amor ao próximo sem amor a Deus.
    Mas muitas vezes para praticar a caridade cristã devemos ter um ato heróico. Lembro-me bem da frase de Santa Joana D'Arc que ardia em caridade cristã: "A paz, nós só conseguiremos na ponta da espada."
    Obrigado meu amigo.

    ResponderExcluir
  4. Jorge, confesso que ainda falta muito para que eu seja um bom católico.Com a graça de Deus e com o auxílio de pessoas como você,acredito que chegarei lá!
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. A Santa Igreja Católica é a Sede da Verdade, nossa Mãe e Mestra. Somos todos seus filhos e eternos aprendizes.

    ResponderExcluir