Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

domingo, 17 de abril de 2016

O grande libertador no aniversário do Blog

Mais um ano de passou e hoje o Blog comemora mais um aniversário. Tenho contado nos aniversários passados um pouco sobre a própria criação do Blog. Todos tem alguma especialidade. A minha, desde muito jovem foi de contar histórias. Sou um narrador de histórias que deseja o bem ao próximo, sua conversão, seu bom convívio familiar, seu bom relacionamento com os filhos e sobre tudo o bom relacionamento com Deus. Por isso em cada história tem um convite à conversão. Especialmente na data de hoje, peço orações para mim, para o Blog e para todos os que visitam o Almas Castelos.

O grande libertador.

Conta-se que um afamado ferreiro dos tempos medievais, preso por crime de certa gravidade e atirado ao fundo de um calabouço, concebeu a idéia de evadir-se de tão lúgubre lugar. Começou, como era natural, por examinar, cuidadosamente, a corrente que o prendia, para ver se descobria nela qualquer falha ou ponto fraco por onde mais facilmente a partisse. Em breve reconheceu, por certos sinais que nela achou, que a corrente fora fabricada por ele mesmo. Assim que deu tento nesses sinais, perdeu, por completo, a esperança de evadir-se. Como ferreiro, uma de suas especialidades tinha sido a fabricação de correntes e grilhões e sempre se jactava, por toda parte, de que corrente fabricada por ele jamais haveria quem rebentasse. Ei-lo agora agrilhoado por uma peça de seu próprio fabrico.

Assim é com o pecador. Seus próprios atos é que fabricam a corrente que o prendem em triste cativeiro. Corrente que nenhuma força humana pode quebrar. Há só um meio de libertação. Jesus, o grande Salvador, é quem pode quebrar as algemas do pecado. Na vossa instante precisão clamai por Ele, que logo correrá em vosso auxílio e vos livrará. “Se o Filho de Deus vos libertar, sereis verdadeiramente livres. ”

Autor (D.) – Lendas do Céu e da Terra