Mas porque Almas Castelos? Eu conheci algumas. São pessoas cujas almas se parecem com um castelo. São fortes e combativas, contendo no seu interior inúmeras salas, cada qual com sua particularidade e sua maravilha. Conversar, ouvir uma história... é como passear pelas salas de sua alma, de seu castelo. Cada sala uma história, cada conversa uma sala. São pessoas de fé flamejante que, por sua palavra, levam ao próximo: fé, esperança e caridade. São verdadeiras fortalezas como os muros de um Castelo contra a crise moral e as tendências desordenadas do mundo moderno. Quando encontramos essas pessoas, percebemos que conhecer sua alma, seu interior, é o mesmo que visitar um castelo com suas inúmeras salas. São pessoas que voam para a região mais alta do pensamento e se elevam como uma águia, admirando os horizontes e o sol... Vivem na grandeza das montanhas rochosas onde os ventos são para os heróis... Eu conheci algumas dessas águias do pensamento. Foram meus professores e mestres, meus avós e sobretudo meus Pais que enriqueceram minha juventude e me deram a devida formação Católica Apostolica Romana através das mais belas histórias.

A arte de contar histórias está sumindo, infelizmente.

O contador de histórias sempre ocupou um lugar muito importante em outras épocas.

As famílias não têm mais a união de outrora, as conversas entre amigos se tornaram banais. Contar histórias: Une as famílias, anima uma conversa, torna a aula agradável, reata as conversas entre pais e filhos, dá sabedoria aos adultos, torna um jantar interessante, aguça a inteligência, ilustra conferências... Pense nisso.

Há sempre uma história para qualquer ocasião.

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc. 16:15)

Nosso Senhor Jesus Cristo ensinava por parábolas. Peço a Nossa Senhora que recompense ao cêntuplo, todas as pessoas que visitarem este Blog e de alguma forma me ajudarem a divulga-lo. Convido você a ser um seguidor. Autorizo a copiar todas as matérias publicadas neste blog, mas peço a gentileza de mencionarem a fonte de onde originalmente foi extraída. Além de contos, estórias, histórias e poesias, o blog poderá trazer notícias e outras matérias para debates.
Agradeço todos os Sêlos, Prêmios e Reconhecimentos que o Blog Almas Castelos recebeu. Todos eles dou para Nossa Senhora, sem a qual o Almas Castelos não existiria. Por uma questão de estética os mesmos foram colocados na barra lateral direita do Blog. Obrigado. Que a Santa Mãe de Deus abençoe a todos.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

O Lenhador e a Raposa

Intrigas, confusão, brigas, desentendimentos... Quanta coisa não causa o mal uso da língua?
Transcrevo essa pequena estória abaixo, que recebí pela internet, cujo autor desconheço, para que possamos refletir um pouco.
Existiu um lenhador que acordava às 6 horas da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite. Esse lenhador tinha um filho lindo, de poucos meses, e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação, de sua total confiança. Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho. Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada.
Os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem e, portanto, não era confiável. Quando sentisse fome comeria a criança.
O lenhador sempre retrucando com os vizinhos, falava que isso era uma grande bobagem.
A raposa era sua amiga e jamais faria isso.
Os vizinhos insistiam:
- "Lenhador abra os olhos! A raposa vai comer seu filho".
Outro advertia:
- "Quando ela sentir fome, comerá seu filho"!
Um dia o lenhador exausto do trabalho e muito cansado desses comentários, ao chegar em casa encontrou a raposa sorrindo como sempre, e sua boca estava totalmente ensangüentada....
O lenhador suou frio e sem pensar duas vezes, acertou o machado na cabeça da raposa.
Ao entrar no quarto, desesperado, encontrou seu filho dormindo tranqüilamente e ao lado do berço uma cobra morta...
O lenhador enterrou o machado e a raposa juntos.
Se você confia em alguém, não importa o que os outros pensem a respeito... siga sempre seu caminho, não se deixe influenciar...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Inimizades entre os Filhos da Virgem e os Filhos de Satã

Para os que se interessarem sobre uma profunda e sincera devoção à Nossa Senhora, recomendo o "Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem", de São Luiz Maria Grignion de Montfort. Além de nos ensinar a excelência da consagração tão abençoada, é um livro profético.

Apresento aqui, pequenos trechos do início do livro, pois me parece ser bem útil para os católicos de nossos dias:

Nesses últimos tempos, Maria deve brilhar, como jamais brilhou, em misericórdia, em força e graça. Em misericórdia para reconduzir e receber amorosamente os pobres pecadores e desviados que se converterão e voltarão ao seio da Igreja católica; em força contra os inimigos de Deus, [...] que se revoltarão terrivelmente para seduzir e fazer cair, com promessas e ameaças, todos os que lhes forem contrários. Deve, enfim, resplandecer em graça, para animar e sustentar os valentes soldados e fiéis de Jesus Cristo que pugnarão por seus interesses.

Maria deve ser, enfim, terrível para o demônio e seus sequazes como um exército em linha de batalha, principalmente nesses últimos tempos, pois o demônio, sabendo bem que pouco tempo lhe resta para perder as almas, redobra cada dia seus esforços e ataques. Suscitará, em breve, perseguições cruéis e terríveis emboscadas aos servidores fiéis e aos verdadeiros filhos de Maria, que mais trabalho lhe dão para vencer.


É principalmente a estas últimas e cruéis perseguições do demônio, que se multiplicarão todos os dias até ao reino do Anticristo, que se refere aquela primeira e célebre predição e maldição que Deus lançou contra a serpente no paraíso terrestre. Vem a propósito explicá-la aqui, para glória da Santíssima Virgem, salvação de seus filhos e confusão do demônio.

“Inimicitias ponan inter te et mulierem, et semen tuum et semen illius; ipsa conteret caput tuum, et tu insidiaberis calcaneo eius” (Gn 3, 15): Porei inimizades entre ti e a mulher, e entre a tua posteridade e a posteridade dela. Ela te pisará a cabeça, e tu armarás traições ao seu calcanhar.

Uma única inimizade Deus promoveu e estabeleceu, inimizade irreconciliável, que não só há de durar, mas aumentar até ao fim: a inimizade entre Maria, sua digna Mãe, e o demônio; entre os filhos e servos da Santíssima Virgem e os filhos e sequazes de Lúcifer; de modo que Maria é a mais terrível inimiga que Deus armou contra o demônio.


Deus não pôs somente inimizade, mas inimizades, e não somente entre Maria e o demônio, mas também entre a posteridade da Santíssima Virgem e a posteridade do demônio. Quer dizer, Deus estabeleceu inimizades, antipatias e ódios secretos entre os verdadeiros filhos e servos da Santíssima Virgem e os filhos e escravos do demônio. Não há entre eles a menor sombra de amor, nem correspondência íntima existe entre uns e outros. Os filhos de Belial, os escravos de Satã, os amigos do mundo (pois é a mesma coisa) sempre perseguiram até hoje e perseguirão no futuro aqueles que pertencem à Santíssima Virgem, como outrora Caim perseguiu seu irmão Abel, e Esaú, seu irmão Jacob, figurando os réprobos e os predestinados. Mas a humilde Maria será sempre vitoriosa na luta contra esse orgulhoso, e tão grande será a vitória final que ela chegará ao ponto de esmagar-lhe a cabeça, sede de todo o orgulho. Ela descobrirá sempre sua malícia de serpente, desvendará suas tramas infernais, desfará seus conselhos diabólicos, e até ao fim dos tempos garantirá seus fiéis servidores contra as garras de tão cruel inimigo.

Mas o poder de Maria sobre todos os demônios há de patentear-se com mais intensidade, nos últimos tempos, quando Satanás começar a armar insídias ao seu calcanhar, isto é, aos seus humildes servos, aos seus pobres filhos, os quais ela suscitará para combater o príncipe das trevas. Eles serão pequenos e pobres aos olhos do mundo, e rebaixados diante de todos como o calcanhar em comparação com os outros membros do corpo. Mas, em troca, eles serão ricos em graças de Deus, graças que Maria lhes distribuirá abundantemente. Serão grandes e notáveis em santidade diante de Deus, superiores a toda criatura, por seu zelo ativo, e tão fortemente amparados pelo poder divino, que, com a humildade de seu calcanhar e em união com Maria, esmagarão a cabeça do demônio e promoverão o triunfo de Jesus Cristo.

Mas quem serão esses servidores, esses escravos e filhos de Maria?

Serão ministros do Senhor ardendo em chamas abrasadoras, que lançarão por toda a parte o fogo do divino amor.

Serão “sicut sagittae in manu potentis” (Sl 126, 4) – flechas agudas nas mãos de Maria toda-poderosa, pronta a traspassar seus inimigos.

Serão filhos de Levi, bem purificados no fogo das grandes tribulações, e bem colados a Deus (tradução enérgica da palavra de São Paulo (1Cor 6, 17): “Qui adhaeret Domino”), que levarão o ouro do amor no coração, o incenso da oração no espírito, e a mirra da mortificação no corpo e que serão em toda parte para os pobres e os pequenos o bom odor de Jesus Cristo, e para os grandes, os ricos e os orgulhosos do mundo, um odor repugnante de morte.
Serão nuvens trovejantes esvoaçando pelo ar ao menor sopro do Espírito Santo, que, sem apegar-se a coisa alguma nem admirar-se de nada, nem preocupar-se, derramarão a chuva da palavra de Deus e da vida eterna. Trovejarão contra o pecado, e lançarão brados contra o mundo, fustigarão o demônio e seus asseclas, e, para a vida ou para a morte, traspassarão lado a lado, com a espada de dois gumes da palavra de Deus (Cf. Ef 6, 17), todos aqueles a quem forem enviados da parte do Altíssimo.

Serão verdadeiros apóstolos dos últimos tempos, e o Senhor das virtudes lhes dará a palavra e a força para fazer maravilhas e alcançar vitórias gloriosas sobre seus inimigos; dormirão sem ouro nem prata, e, o que é melhor, sem preocupações no meio dos outros padres, eclesiásticos e clérigos, “inter medios cleros” (Sl 67, 14) e, no entanto, possuirão as asas prateadas da pomba, para voar, com a pura intenção da glória de Deus e da salvação das almas, aonde os chamar o Espírito Santo, deixando após si, nos lugares em que pregarem, o ouro da caridade que é o cumprimento da lei (Rom 13, 10).

Sabemos, enfim, que serão verdadeiros discípulos de Jesus Cristo, andando nas pegadas da pobreza e humildade, do desprezo do mundo e caridade, ensinado o caminho estreito de Deus na pura verdade, conforme o santo Evangelho, e não pelas máximas do mundo, sem se preocupar nem fazer acepção de pessoa alguma, sem poupar, escutar ou temer nenhum mortal, por poderoso que seja.

domingo, 23 de maio de 2010

Hierarquia Angélica

Deus criou os anjos em hierarquia e os colocou em três ordens.
Existem nove coros angélicos divididos nessas três ordens.
Os Anjos são representados de várias formas.
Na liturgia de São João Crisóstomo, descreve-se os Serafins e os Querubins da seguinte forma: “Querubins e Serafins com seis asas e múltiplos olhos, sublimes, alados...”

No livro do Profeta Ezequiel, lemos:
“No meio deste mesmo fogo, aparecia uma semelhança de quatro animais, cujo aspecto tinha a semelhança do homem. Cada um tinha quatro rostos e cada um quatro asas.” (Ezequiel capítulo 1, versículos 5 e 6)

Vemos São Miguel Arcanjo com longas asas. Asas fortes e compridas. Mas também vemos representados os anjos da guarda como anjinhos com asas pequenas, como que crianças com asas. Tudo isso para representar a hierarquia angélica e a vocação de cada um dos coros.

Tudo isso é muito bonito.

Alíás quem faz a consagração a Jesus Cristo por Nossa Senhora, tem dois anjos da guarda: o próprio anjo da guarda, e um outro do coro de São Gabriel que zela pelas coisas que são de Nossa Senhora. Eis mais uma grande vantagem de fazer a consagração. (Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem – São Luiz Maria Grignion de Montfort).

A HIERARQUIA CELESTE:

Dionísio admitiu que é o grau de conhecimento que os anjos tem de Deus, que lhes confere a posição que ocupam na hierarquia celeste.
Para entender Deus devemos pedir sabedoria. Nossa Senhora é a Sede da Sabedoria (Ladainha de Nossa Senhora). Pois foi Nela que habitou a Sabedoria Encarnada, Jesus Cristo.

O conhecimento que os Anjos tem de Deus.

Esse conhecimento angélico é uma participação da Sabedoria Divina, uma fulguração intelectual luminosa conhecida como ILUMINAÇÃO.
ILUMINAÇÃO é o ato pelo qual um anjo superior dá a conhecer a um outro inferior.

Essa participação, segundo Dionísio, é imediata nas hierarquias ou categorias primeiras dos anjos e chega às menores pela mediação das Superiores ou Intermediárias.
Eles contam, mas as classes inferiores entendem apenas o que é dado a eles entenderem. E eles entendem segundo a sua posição no céu.


CONHEÇAMOS OS ANJOS :

TERCEIRA ORDEM (Serafins, Querubins e Tronos).

SERAFINS: São Francisco de Assis foi um santo de tal envergadura que ocupa um lugar de Serafim no céu. É chamado de Santo Seráfico. Os Serafins contemplam Deus, o Amor Supremo. Vivem do Amor Divino. Seu ofício é amar a Deus e cantar-Lhe louvores. Comunicam aos demais Coros o FOGO DO AMOR DE DEUS.
“Os Serafins estavam por cima do trono; cada um deles tinha seis asas; com duas cobriam a sua face, com duas cobriam os pés e com duas voavam. Clamavam um para o outro e diziam: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus dos exércitos, toda a terra está cheia da sua Glória” (Isaias 6, 2-3)

Santos Anjos Serafins, dai-nos o Fogo do Amor de Deus e um arrependimento perfeito dos nossos pecados.

QUERUBINS: Uma vez um anjo muito luminoso apareceu para um Santo e este tão impressionado se jogou por terra adorando a aparição pensando que fosse o próprio Deus. O Anjo lhe disse: "não me adores, pois não sou Deus, mas criatura de Deus". Que maravilha é o ser angélico, que pureza, tão puro que o homem se sente um pó perto de um anjo.
Os Querubins recebem diariamente Raios da Sabedoria de Deus. Estão cheios de Sublimidade e Ciência de Deus. Seu entendimento é um tesouro de Luz e de Verdade. Tem a missão especial de transmitir Sabedoria. Quando Adão e Eva foram expulsos do Édem, Deus “pôs diante do paraíso de delícias, querubins brandindo uma espada de fogo, para guardar o caminho da Árvore da Vida.” (Gêneses 3, 24). Os Querubins, segundo Dionísio, tem a prerrogativa de contemplar o Poder de Deus. “Querubim” vem de um vocábulo Acádio que quer dizer “semi-deus”. O trono do Papa é guardado por quatro querubins.

Santos Anjos Querubins, dai-nos Sabedoria para não cairmos em tentação.

TRONOS: Nas Sagradas Escrituras consta: “Vi vários Tronos diante de Deus.” Os Tronos contemplam a Deus em sua puríssima essência. Sorvem torrentes de Amor e Sabedoria e recebem as ordens para comunica-las ao coro das Dominações. São como que um Trono onde repousa simbolicamente Deus. Os Tronos assistem os Bispos e as Dioceses, os Governantes e as comunidades de clausura.

Santos Anjos do Coro dos Tronos, protegei nossos Bispos e a nossa Igreja.

SEGUNDA ORDEM (Dominações, Virtudes e Potestades)

DOMINAÇÕES: Os anjos do Coro das Dominações fazem cumprir a Vontade do Senhor em todos os espíritos dos coros inferiores e no mundo. São Administradores dos quais Deus se serve para governar o Mundo. Foram considerados generalíssimos dos Exércitos Angélicos servindo a Deus, que possui a Dominação Suprema, sobre tudo quanto existe. São a alta nobreza celeste.

Santos Anjos do Coro das Dominações fazei-nos sempre cumprir a Vontade de Deus.

VIRTUDES: É por meio deste coro que Deus preside o universo. Tem o poder de acalmar a fúria dos mares e a força dos ventos. São eles que ajudam os pecadores arrependidos de se preservar no bem.

Santos Anjos do Coro das Virtudes, protegei nossa família.

POTESTADES: São os anjos que vencem o poder dos demônios. Removem os obstáculos que podem impedir a execução dos desígnios de Deus.

Santos Anjos do Coro das Potestades, afastai-nos sempre do maligno.

TERCEIRA ORDEM (Principados, Arcanjos e Anjos)

PRINCIPADOS: São os anjos custódios das comunidades. São Generais do exército do Rei do Universo que protegem as Nações.

Santos Anjos do Coro dos Principados, protegei nossa pátria.

ARCANJOS: São para missões extraordinárias, como comunicação dos mistérios da fé e revelações de realidades acima da compreensão da razão humana. Conhecemos três arcanjos: São Miguel, São Rafael e São Gabriel.

Santos Anjos Arcanjos, sede nossos protetores.

ANJOS: São emissários, mensageiros e guardiões de cada criatura humana. Participam em tudo o que o homem faz.

Santos Anjos Custódios, protejam nossa saúde, nossos caminhos e nossa vida.


Obras consultadas:
Os Anjos – uma Realidade Admirável – Archibald Joseph Macintyre e Bíblia Sagrada

sábado, 22 de maio de 2010

Verdades Perenes

Meus amigos e amigas, o tempo passou mas os problemas aumentaram. A Crise que abala o mundo moderno parece ser irreversível. Piora a cada dia que passa. Mais uma palavrinha de Sua Santidade o Beato Papa Pio IX:


“Dizem que estou cansado. É certo, sim, estou cansado de tantas iniqüidades e desordens; estou cansado de ver todos os dias a religião ultrajada; estou sobretudo cansado de ver a mocidade pervertida nos colégios onde se não respeita Deus. Mas, se estou cansado, não estou todavia disposto a entregar as armas, a patuar com a injustiça, a deixar de cumprir com o meu dever. Não; graças a Deus, para isto não estou fatigado, e espero não o estar nunca.”
Sua Santidade o Papa Pio IX

(“Pio IX” de Villefranche – Cia. Editora Panorana – Coleção Homens e Idéias Volume 1 – página 377)

A Santa Igreja e a Civilização Cristã

Graças à ação evangelizadora da Santa Igreja, os povos da Europa se converteram ao Catolicismo. Dessa conversão surgiu uma época gloriosa e uma grande civilização: a Civilização Cristã.
Mas a Civilização Cristã não deixou de ter inimigos que procuraram denegri-la com toda sorte de artifícios.


Porém, hoje, na Europa há um processo de revisão histórica, e já muitos livros estão sendo lançados trazendo documentos e fatos maravilhosos dessa época de ouro que chamamos de Civilização Cristã.
Vários livros ótimos sobre o assunto foram escritos pela Historiadora de nível internacional, altamente graduada no assunto: Regine Pernoud.

Também já há algum tempo houve uma palestra da USP a respeito desse tema: rever a história com lastros em documentos sólidos e fatos idôneos.

A VOZ DOS PAPAS:

“...Censura-se a Igreja de ser contrária ao progresso. Protesto contra essa censura. A Igreja aprova e abençoa tudo quanto contribui para a felicidade de seus filhos; tudo quanto melhora as condições de sua existência; tudo o que propende para o desenvolvimento intelectual e moral, tudo quanto enobrece a humanidade” Papa Pio IX
(Livro: Pio IX, de Villefranche – Cia Editora Panorama – página 381)

O Papa Pio IX declarou: "Foi a Igreja que arrancou o mundo das trevas da barbaria; é à sombra de seus templos que as ciências, a literatura e as artes se tem conservado e engrandecido; é com seu auxilio que todas estas coisas têm chegado ao grau de perfeição em que hoje se encontram."
(Livro: Pio IX, de Villefranche – Cia Editora Panorama – página 381)

A Igreja Contribuindo para o Desenvolvimento Social:
Santa Hildegard von Bigen que era conselheira de Papas e Reis.

Santa Fabyola, nobre romana e monja de São Jerônimo, fundou o primeiro asilo para os pobres na cidade de Roma.

São Basílio, bispo monástico de Cesárea, erigiu os primeiros hospitais.

Para São Bento, era um dever alimentar os pobres, vestir os nus e tratar dos doentes. Nos mosteiros beneditinos, todos tinham suas tarefas: os monges nas oficinas faziam utensílios e instrumentos e toda a espécie de petrechos.

Santa Escolástica, irmã de São Bento, que também fundara numerosos conventos, mandava que suas freiras fiassem, tecessem e fizessem roupas.

Filosofo e monge, Cassiodoro, colecionou os vestígios da antiga literatura. Monges curvavam-se sobre velhos papiros, traçando pacientemente letra por letra, transcrevendo e traduzindo manuscrito apos manuscrito. Formaram-se inteiras bibliotecas de copias e traduções. Onde quer que os beneditinos fundassem novo mosteiro, organizavam também nova escola. Foi assim que se originaram posteriormente as universidades da Idade Media.

Foi o Papa São Gregório Magno quem criou o canto gregoriano. Fundou uma escola de canto que prosperou muito. Estudantes leigos também foram atraídos por essa escola de musica que depois sairiam para ser os primeiros professores de canto e de musica da Europa ocidental. Deles brotou a grande musica ocidental, que nas tocatas de Bach abraçou o céu e a terra.

A Igreja, na sua ação evangelizadora, fez uma grande civilização: A CIVILIZACAO CRISTÃ.

A VOZ DOS PAPAS:
O Papa Leão XIII, na encíclica Immortale Dei, nos ensina: “Tempo houve em que a filosofia do Evangelho governava os Estados. Nessa época, a influência da sabedoria cristã e a sua virtude divina penetravam as leis, as instituições, os costumes dos povos, todas as categorias e todas as relações da sociedade civil. Então a Religião instituída por Jesus Cristo, solidamente estabelecida no grau de dignidade que lhe é devido, em toda parte era florescente, graças ao favor dos príncipes e à proteção legítima dos Magistrados. Então o Sacerdócio e o Império estavam ligados entre si por uma feliz concórdia e pela permuta amistosa de bons ofícios. Organizada assim, a sociedade civil deu frutos superiores a toda expectativa, cuja memória subsiste e subsistirá, consignada como está em inúmeros documentos que artifício algum dos adversários poderá corromper ou obscurecer”.

Obras consultadas:
Os Santos que Abalaram o Mundo (Autor: René Fülöp-Miller)
Pio IX (de Villefranche – Cia Editora Panorama)
Carta Encíclica - Immortale Dei do Papa Leão XIIISessão de Palestras da USP

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Aniversário de um mês do Blog

Meus amigos e amigas, hoje, dia 19 de maio de 2010, o Blog Almas Castelos faz um mês de existência. É muito pouco ainda. Mas já tivemos 2870 visitas, temos 14 seguidores, temos seguidores no Twitter, e ainda os que se inscreveram para receber gratuitamente em seu e-mail as postagens. Parabéns a todos nós, pois todos nós sabemos que o único fim disso tudo é levar, através de mensagens, pensamentos, histórias... a fé, esperança e caridade a todos.
O que nos importa sempre é a Maior Glória de Deus. Fazer apostolado contando histórias é uma forma agradável de levar a palavra de Deus para todas as pessoas. Contem essas histórias nas salas de aula, nas conversas entre amigos em todos os ambientes em que estiverem. Não há quem não goste de ouvir uma boa história. Além de postar as histórias, já pedi para rezarem várias missas para os que visitarem o Blog. Algumas pessoas religiosas rezam pela mesma intenção. Enfim, estou fazendo a minha parte. Temos um e-mail enviado pelo Pe. Lodi o qual transcrevo abaixo:

"Prezado Jorge
Visitei o seu blog e achei muito interessante a ideia da evangelização através de parábolas.Possa Maria Santíssima abençoar o seu trabalho.
O escravo de Jesus em Maria,

Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz
Presidente do Pró-Vida de Anápolis
Telefax: 55+62+3321-0900
Caixa Postal 45675024-970 Anápolis GO
http://www.providaanapolis.org.br
"Coração Imaculado de Maria, livrai-nos da maldição do aborto"

Assim, desta forma, agradeço a todos os que estão me ajudando a fazer esse tipo de apostolado.
In Jesu et Maria
Jorge

segunda-feira, 17 de maio de 2010

São Tomás de Aquino e o boi que voava

Contam na ordem de São Domingos que se achando São Tomás de Aquino na sua cela, no convento de São Jacques, curvado sobre obscuros manuscritos medievais, ali entrou, de repente, um frade folgazão, o qual foi exclamando com escândalo:
- Vinde ver, irmão Tomás, vinde ver um boi voando!
Tranqüilamente, o grande doutor da Igreja ergueu-se do seu banco, deixou a cela, e, vindo para o átrio do mosteiro, pôs-se a olhar o céu, a mão em pala sobre os olhos fatigados do estudo. Ao velo assim, o frade jovial desatou a rir com estrépito.
- Ora, irmão Tomás, então sois tão crédulo a ponto de acreditardes que um boi pudesse voar?
- Por que não, meu amigo? - tornou o santo.
E com a mesma singeleza, flor da sabedoria:
- Eu preferi admitir que um boi voasse a acreditar que um religioso pudesse mentir.
("Lendas do Céu e da Terra" – Malba Tahan)

O Homem sem Rosto

MEL GIBSON - O HOMEM SEM ROSTO (The Man Without A Face)

Anos atrás um homem muito trabalhador resolveu levar sua família do Estado de Nova York/USA para a Austrália aproveitando uma oportunidade de emprego lá.
Um dos membros da família desse homem era um jovem e belo rapaz que aspirava poder trabalhar num circo como trapezista ou então ser ator.
Este jovem enquanto aguardava sua oportunidade de trabalhar em um circo, ou mesmo num palco, trabalhava no cais do porto local, que ficava situado na pior parte da cidade. Ao voltar a pé para casa uma noite, este jovem foi atacado por cinco bandidos que o queriam assaltar. Ao invés de apenas entregar-lhes o dinheiro, este jovem resistiu. Apesar de serem bem maiores do que ele, eles começaram a bater-lhe até deixá-lo disforme. Eles esmagaram seu rosto com suas botas, chutaram-no e bateram em seu corpo brutalmente com tacos, deixando-o como morto.
Quando a polícia finalmente conseguiu encontrá-lo caído na estrada, o consideraram morto e chamaram o carro do necrotério. A caminho do necrotério um policial ouviu-o tentando respirar e imediatamente levaram-no para a emergência do hospital mais próximo. Quando foi colocado na maca, uma enfermeira, para seu horror, notou que este jovem não mais tinha um rosto.
Cada uma das órbitas oculares estava esmagada, seu crânio, pernas e braços estavam fraturados, seu nariz estava literalmente pendurado em sua face, todos os seus dentes haviam se partido, e sua mandíbula estava separada de seu crânio.
Embora sua vida houvesse sido poupada, ele passou cerca de um ano no hospital.
Quando ele finalmente saiu, seu corpo estava recuperado mas seu rosto era algo repulsivo de se olhar. Ele não mais era o bonito jovem que todos admiravam.
Quando este jovem começou a procurar por emprego novamente ele era recusado por todos, apenas devido à sua aparência. Um empregador sugeriu-lhe que participasse do espetáculo de bizarros num circo, cujo nome seria O HOMEM SEM ROSTO. E ele fez isso durante algum tempo.
Ele continuava sendo rejeitado por todos e ninguém queria ser visto em sua companhia. Ele chegou a ter pensamentos suicidas. Isto prosseguiu assim por cerca de 5 anos.
Um dia ele passou diante de uma igreja e pensou em encontrar algum alivio lá. Entrando na igreja ,encontrou um padre que o viu soluçando enquanto rezava ajoelhado. O padre apiedou-se dele e levou-o até a sacristia para conversarem. O padre estava tão impressionado ao ponto de dizer que faria tudo que lhe fosse possível para restaurar sua dignidade e vida, se o jovem prometesse ser o melhor Católico que pudesse, e confiasse na misericórdia de Deus para libertá-lo dessa vida torturante. O jovem começou a freqüentar a missa diariamente e a comungar assiduamente, e depois de agradecer a Deus pôr ter-lhe salvo a vida, pediu a Deus que apenas lhe desse paz de espírito e a graça de ser o melhor homem que ele pudesse aos Seus olhos. O Padre, através de contatos pessoais foi capaz de assegurar os serviços do melhor cirurgião plástico da Austrália. As operações seriam sem custo para o jovem, uma vez que o médico era amigo pessoal do sacerdote. O próprio médico estava impressionado com o posicionamento desse jovem a respeito de sua vida, que mesmo tendo experimentado o pior, estava cheia de bom humor e amor. A cirurgia foi um milagre. O melhor serviço dentário foi providenciado para ele.
Este jovem tornou-se tudo que ele prometera a Deus que ele poderia ser.
Ele também foi abençoado, com uma esposa, bela e maravilhosa, muitos filhos e sucesso num campo que teria sido a coisa mais longínqua a qual ele teria aspirado como carreira, se não fosse pela bondade de Deus e pelo amor das pessoas que se preocupavam com ele. Isto ele dá testemunho publicamente.
Este jovem é..... Mel Gibson. E o resto da historia sabemos.
Sua vida foi a inspiração para a produção do filme O HOMEM SEM ROSTO (The Man Without A Face). Ele é admirado por todos, como um homem temente a Deus, conservador e um exemplo para todos de um homem verdadeiramente de coragem.

(recebido pela internet, desconhece-se o autor do texto acima)


sexta-feira, 14 de maio de 2010

Conta e Tempo

O autor era um religioso português, que viveu no Século XVII.

Conta e Tempo
Deus pede estrita conta do meu tempo
E eu vou, do meu tempo, dar-lhe conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta.
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?

Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo me foi dado, e não fiz conta;
Não quis, sobrando tempo, fazer conta.
Hoje, quero acertar conta, e não há tempo.
Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidai, enquanto é tempo, em vossa conta!

Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando o tempo chegar, de prestar conta
Chorarão, como eu, o não ter tempo..."

(Autor: Frei Antônio das Chagas, Séc. XVII)

Texto do blog http://leiturascatolicas.blogspot.com/

Perseguição ao Papa e à Santa Igreja

A respeito dos recentes ataques à pessoa do Papa Bento XVI. Sua Santidade tem sido alvo de recentes ataques à sua sagrada Pessoa, com o apoio de certos setores da imprensa e de grupos claramente contrários à Santa Igreja. Nós católicos não podemos ficar indiferentes.

Uma das videntes de Fátima, Jacinta, já havia predito:

“Eu vi o Santo Padre numa casa muito grande, de joelhos diante de uma mesa, com as mãos no rosto a chorar; fora da casa estava muita gente e uns atiravam-lhe pedras, outros rogavam-lhe pragas e diziam-lhe muitas palavras feias. Coitadinho do Santo Padre, temos que pedir muito por ele!”

Porém apesar das potências inimigas, SEMPRE prevalecerão as promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo:

“Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16, 18).

Termino citando a famosa frase de Sua Santidade, o Papa Pio IX:

“A vaga vai fortemente impelida contra o rochedo; mas quando este é sólido, essa vaga que se elevava até seu cume recai espumante e exaurida a seus pés; não lhe causando outro efeito senão poli-lo, e torna-lo mais alvo e mais puro.”

(do livro “Pio IX” de Villefranche – Cia Editora Panorama – página 148)

Série: Espiritismo e os seus erros – Segunda Parte

Série: Espiritismo e os seus erros – Segunda Parte

Série: Espiritismo e os seus erros – Primeira Parte

Série: Espiritismo e os seus erros – Primeira Parte

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Santa Clara põe em fuga os Sarracenos


Aos dezoito anos, Santa Clara recebeu o habito religioso das mãos de São Francisco de Assis. Os pais, quando souberam que a filha abandonara o mundo para viver na mais perfeita pobreza, tudo fizeram para tira-la do convento. Clara apôs-lhes firme resistência, e com seu exemplo atraiu para seu gênero de vida a irmã mais moça, de quatorze anos, chamada Inês.
Com mais algumas moças, sob a direção de Clara, formou-se a primeira comunidade que, desenvolvendo-se cada vez mais, resultou na Ordem religiosa que se tornou celebérrima na Igreja Católica: a Ordem das Clarissas. Filhas da mais alta nobreza como das categorias mais humildes associaram-se a Santa Clara para viver na observância da castidade, pobreza e obediência. Na França, a bem-aventurada Isabel, irmã de São Luiz IX, consagrou-se a Deus, sob a regra de Santa Clara, num convento que ela mandou construir perto de Paris. Na Boêmia, a Bem-aventurada Inês recusou casar-se com o imperador Frederico II, para levar a vida de pobre Clarissa...
Grande foi a alegria de Santa Clara quando a própria mãe e outras parentas pediram admissão em sua ordem.
Obedecendo a Ordem de São Francisco, Santa Clara aceitou o cargo de superiora, e exerceu-o durante quarenta e dois anos.

AUSTERIDADES:
Santa Clara e suas filhas espirituais praticaram austeridades ate então desconhecidas entre as pessoas de seu sexo. Andavam de pés descalços, dormiam sobre a terra, guardavam abstinência perpetua, observavam o mais rigoroso silencio. Não contente com as mortificações gerais, Santa Clara levava sobre seu corpo um cilicio, jejuava no dia antecedente a todas as festas religiosas (que eram bem mais numerosas na Idade Media) e, em dois períodos do ano, não se alimentava senão de pão e água: desde a 4a. Feira de cinzas ate a Páscoa, e desde o dia 11 de novembro ate o Natal. E, nesses dois períodos, não tomava nenhum alimento as segundas, quartas e sextas-feiras.
Temendo por sua saúde, São Francisco de Assis ordenou-lhe que não passasse nenhum dia sem tomar pelo menos um pouco de alimento.
Apesar desse amor extraordinário pela penitencia, não se notava nela nada de sóbrio ou triste; o seu rosto, pelo contrario, era alegre e sereno, demostrando quando encontrava doçura em todas suas mortificações.

TERROR DOS SARRACENOS:

Por volta de 1239, a cidade de Assis foi sitiada pelos sarracenos e o convento das clarissas ficava nas portas da cidade. Os guerreiros já galgavam o muro, quando Santa Clara, que estava enferma, foi avisada. Levantou-se logo, dirigiu-se ao altar do SS.Sacramento, tomou nas mãos a custodia com a Sagrada Hóstia e, assim munida de Deus Nosso Senhor, dirigiu-lhe o seguinte apelo em voz alta: "Quereis, Senhor, entregar aos infiéis estas vossas servas indefesas, que nutri com vosso amor? Vinde em socorro de vossas servas, pois não as posso proteger". Após essas palavras, ouviu-se distintamente uma voz dizer: "Serei vossa proteção hoje e sempre". Enfrentando o invasor com o Santíssimo Sacramento em mãos, o efeito das palavras divinas se fez logo sentir: um pânico inexplicável se apoderou dos sarracenos: grande parte deles fugiram as pressas: alguns, que já haviam galgado o cimo do muro, caíram para trás. A intervenção de Santa Clara salvara o convento e a cidade do assalto inimigo.

Bibliografia: Pe. João Batista Lehmann, Sud - "Na Luz Perpetua", vol.II, Pag. 155 e ss.;Pe. Rohrbacher - "Vie des Saints", vol IV, pag 400 e ss.; Dom Gueranger - "L'Annee Liturgique" vol. IV, pag. 456 e ss.

terça-feira, 11 de maio de 2010

A Freira que viu Sangue

Um amigo narrou um fato em seu Blog que me deixou impressionado. A história de uma Freira que havia tomado um táxi e nos deixou um grande aviso. Recomendo que meus amigos e amigas leiam essa postagem A FREIRA QUE VIU SANGUE no blog:

http://pontodetaxi0001.blogspot.com/

A narrativa me deixou muito pensativo e refleti muito.Que Nossa Senhora nos ajude a todos e ao nosso Brasil tão sofrido.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A Serpente e o Caluniador

Conta uma lenda que os animais, um dia, interpelaram a serpente:
- O leão - alegaram eles - atira-se contra a presa, mata-a e devora-a. Estraçalhada pelo lobo, a ovelha serve de alimento. O tigre, quando faminto, acata o carneiro a arrasta-o para o seu covil. E tu, hedionda serpente, que fazes ? Mordes e inoculas veneno. Ora, que proveito tiras da tua perversidade peçonhenta ?
Respondeu a serpente, retorcendo-se, esverdeada:
- Nada espero dos golpes venenosos que desfiro. Do mal que faço não tiro o menor proveito. E procedendo assim, traindo, envenenando, semeando a dor e a morte, não sou pior que o caluniador.”

(autor: Malba Tahan)

domingo, 9 de maio de 2010

STABAT MATER

(Poema medieval do séc. XIII - o texto original é em latim)

Estava a Mãe dolorosa
chorando junto à cruz
da qual seu filho pendia.

Sua alma soluçante,
inconsolável e angustiada,
era atravessada por um punhal.

Ó, que triste e aflita
estava a bendita Mãe
do Filho unigênito !

Transpassada de dor,
chorava vendo
o tormento do seu Filho.

Quem poderia não se entristecer
ao contemplar a Mãe de Cristo
sofrendo tanto suplício ?

Quem poderia contar as lágrimas
vendo a Mãe de Cristo
dolorida junto ao seu Filho ?

Pelos pecados do seu povo
Ela viu Jesus no tormento,
flagelado por seus súditos.

Viu seu doce Filho
morrendo, desolado
ao entregar seu espírito.

Ó mãe, fonte de amor,
faz com que eu sinta toda a sua dor
para que eu chore contigo.

Faz com que meu coração arda
no amor a Cristo Senhor
para que possa consolar-me.

Mãe Santa, marca profundamente
no meu coração
as chagas do teu Filho crucificado.

Por mim teu Filho, coberto de chagas,
quis sofrer seus tormentos;
quero comparti-los.

Faz com que eu chore
e que suporte com Ele a sua cruz
enquanto dure a minha existencia.

Quero estar em pé,
ao teu lado, junto à cruz,
chorando junto a Ti.

Virgem de virgens preclara,
não sejas rigorosa comigo,
deixa-me chorar junto a Ti.

Faz com que eu comparta a morte de Cristo,
que participe da sua Paixão
e que rememore as suas chagas.

Faz com que me firam as suas feridas,
que sofra os padecimentos da cruz
pelo amor do teu Filho.

Inflamado e elevado pelas chamas
seja defendido por Ti, ó Virgem,
no dia do juízo final.

Faz com que eu seja custodiado pela cruz,
fortalecido pela morte de Cristo
e confortado pela sua graça.

Quando o corpo morra,
faz com que minha alma alcance
a glória do paraíso.

Amém. Pelos séculos dos séculos

NOTA EXPLICATIVA: O "Stabat Mater" é um poema medieval, que segundo a tradição, foi escrito no século XIII. O poema é tão bonito que seu texto foi usado por vários músicos: Foi escrita em forma de canto gregoriano, em forma de polifonia sacra e até em forma de ópera. Foi musicada por Bach, Pergolesi, Haydn, Rossini, etc...
Os monges beneditinos de Clervaux, o cantam em forma de gregoriano. Rossini, o escreveu em forma de ópera. Scarlatti, o escreveu para dez vozes...O "Stabat Mater" de Pergolesi, foi encomendado pela mais nobre ordem de cavaleiros da Nossa Senhora dos Pesares, em Nápoles, para execução em cada sexta feira de março na Igreja Franciscana de San Luigi, igreja ligada ao Palácio Real, onde os cavaleiros se encontravam para adoração.

sábado, 8 de maio de 2010

Fogo do Amor de Deus

Frase para refletir:

"Se a Chama que arde dentro de ti se apagar, as almas que estão ao seu redor morrerão de frio"

OBS: Citei a frase, mas esqueci de mencionar o autor, um amigo ao fazer o comentário desta postagem me lembrou disso, então estou corrigindo minha falha, peço desculpas e informo a autoria da frase acima:

Autor: François Mauriac
Nacionalidade: França
Viveu em: [1885-1970]
Profissão: Escritor

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Juventude Corre para a Música Erudita

A “Revista IN” número 220 de março de 2010- ano 22, publicou uma matéria interessante. Um grupo formado por 11 jovens em plena Rua Oscar Freire em São Paulo, transformou emoção em música. Eles fazem parte do projeto Camerata Callis que tem como premissa levar música erudita gratuita para dentro das escolas. Consta na revista “Jovens talentos realizam concertos musicais gratuitos em escolas da cidade”. O maestro do projeto, Hugo Ksenhuk diz que “um dos grandes diferenciais do Camerata é o fato de crianças tocarem para outras crianças” [...] OS MÚSICOS NÃO TEM MAIS DO QUE 19 ANOS. Ainda anuncia que há uma vaga aberta para violoncelo, somente para pessoas entre 12 a 18 anos de idade. Vale a pena conferir.
Abaixo seguem as fotos de autoria da própria “Revista IN”:

Dessa forma, vemos a juventude "correndo para a música clássica". No ano passado eu estive em Juiz de Fora - MG, para ver o festival de Musica Antiga, onde só se apresentam conjuntos nacionais e internacionais tocando música Medieval, Renascentista e Barroca. E o auditório estava totalmente cheio de jovens de toda a parte do Brasil.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Almas-Estrêlas

A noite vem descendo devagarzinho.
O homem atento, observa na quietude do silêncio.
Uma estrêla aqui, outra ali e outra mais acima.
Que distância elas tem uma das outras...
Se elas pudessem pensar talvez pensariam:
“Estou no isolamento”.
Mas aqui debaixo, na Terra, quando
observamos o conjunto das estrelas,
elas não nos dão a impressão de isolamento.
Mas sim de harmonia celeste.
E no entanto elas estão tão distantes uma das outras...

Assim são os bons nos tempos de trevas...
Parecem isolados... sozinhos...
Mas no conjunto do mundo são
uma harmonia que brilha na noite...

Ouvimos aqui e acolá noticias de
pessoas conservadoras...
fatos dignos de nota...
resistência ao mundo moderno e ateu.

Mas... Mas... Mas...
Do alto do Céu, os anjos olham para nós
Vêem um mundo escuro como a noite,
mas estrelado pelas almas dos que
sofrem perseguição por amor à Deus.
Uma linda constelação de almas brilhantes.

No auge do sofrimento, do isolamento,
da perseguição moral silenciosa e cruel,
haverá aqueles que pensam:
“Estou sozinho, no meio desse mundo de pecados?”

E é isso que nossos inimigos quer que pensemos.
Que estamos sozinhos, isolados e portanto liquidados.
Até silenciam as noticias de que em toda a parte
do mundo, nos estados e nas cidades,
a juventude ainda procura a música clássica,
ainda há o gosto pelos trajes tradicionais,
ainda há os que rezam e resistem
aos disparates da modernidade.

E nesse contexto eu brado de coração:
“Não estamos sós. E sabemos disso”.
É só ir às salas de concertos musicais e
vemos que estão repletas de jovens de
todas as idades. Em alguns ambientes o
gosto pelos trajes tradicionais ainda vive.
Longe das pessoas medíocres, ainda há os
que gostam da boa e saudável conversa.
É só procurarmos que achamos tudo isso.
As trevas desse mundo contemporâneo somente serviram
para realçar o céu estrelado das almas
católicas que ainda anseiam por
Civilização Cristã.

Só quem é da noite não vê a luz das almas-estrêlas, como
os morcegos e as corujas do mundo moderno. Esses
procuram o negrume da noite, vivem para isso.

Apesar do isolamento que muitas pessoas sentem,
até mesmo entre as próprias pessoas que as rodeiam,
se procurarem ainda vão encontrar suas "irmãs-estrêlas",
mas é preciso procurar, ir nos ambientes onde os gostos
bons convergem para o mesmo fim.
Mas tenhamos sempre claro que são estrelas que precisam ser
encontradas, pois vivemos na noite da história, e numa noite
das mais escuras e tenebrosas.
PORÉM, jamais nos esqueçamos que depois da noite, vem
o sol. E no sol não se enxergarão mais estrelas, apesar delas sempre
continuarem a existir, por que TUDO será Luz.

E ninguém poderá deter a Aurora do bom senso
e do bom gosto.

Termino clamando pela mais bela das Estrêlas:

Stela Matutina, ora pro nobis
(Estrela da Manhã, Rogai por nós – trecho da Ladainha de Nossa Senhora)

AUTORIA: Jorge do Blog Almas Castelos.

Um Alerta

Para os que seguem este blog desde o início, puderam notar que havia uma postagem com o Título Almas-Estrelas. Texto esse de minha autoria.
Acredito ser ele muito significativo para mim e para muitas pessoas que seguem este Blog.
No entanto, depois de tantas postagens, ao verificar o conteudo de todas, notei que "misteriosamente" a postagem "Almas-Estrelas" sumiu do Blog.
Ainda bem que tenho um arquivo gravado em CD com todas as postagens.
Aguardem, pois eu postarei novamente esse artigo.
Aliás, há males que vem para bem. Uma vez que era uma postagem antiga, tornava-se mais dificultoso lê-lo, pois era bem no início.
Com essa nova postagem, TODOS poderão ler novamente, até os seguidores mais recentes.
Muito Obrigado
Respeitosamente
Jorge do Blog Almas Castelos

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Novidades no Blog Almas Castelos

O Blog Almas Castelos foi criado em abril de 2010. A cada dia que passa procuro melhorar alguma coisa, mesmo por que me enviam por e-mail muitas sugestões.
Tenho a certeza de que Nossa Senhora retribuirá a todos os que me ajudam a divulgar as mensagens, por que com seu conteúdo espero levar esperança e fé a todas as pessoas.
No intuíto de melhorar ainda mais foi criado um Twitter e também Envio Gratuítos de Postagens para quem deseja receber em seu e-mail as novas postagens.
Agora voce pode acompanhar Almas Castelos através do Twitter e se quiser também pode receber gratuitamente em seu e-mail as novas postagens. É só se inscrever. Os icones do Twitter e das Postagens Gratuítas estão no lado direito da página, logo abaixo dos seguidores.
Agradeço a todos os que visitam meu Blog e, já antecipadamente, os que visitarão.
Que Nossa Senhora juntamente com o Menino Jesus abençõe a todos voces.
Jorge

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Pedido à Nossa Senhora do Bom Conselho


Peço a Nossa Senhora do Bom Conselho que retribua ao cêntuplo, concedendo as mais preciosas graças e bençãos, a todos que visitam este Blog e ajudam a difundí-lo por este Brasil, levando a todas as pessoas, sejam jovens, sejam adultos, palavras de ânimo e de fé.


A Força da Brandura

Certa vez o Sol e o mau vento do Norte entraram a discutir para saber qual dos dois era mais forte.
Muito tempo altercavam até que decidiram experimentar as fôrças num viajante que, nesse momento, cavalgava pela estrada afora.
- Ola, disse o vento, vou lançar-me sôbre ele e, num instante, arranco-lhe o casacão.
Eis o que ocorreu. O vento sopra com tôda a violência. Quanto mais se esforça, porém, mais se embuça o viajante resmungando contra a nortada e andando para adiante.
O vento enfureceu-se e cobriu de neve o pobre homem. Amaldiçoando aquele vendaval, o cavaleiro enfiou os braços nas mangas da véstia, apertou-a contra o peito e afivelou-a na cintura.
Então, o Sol, vendo o desastre do seu rival, sorriu, apareceu atrás das nuvens, derramou seus raios,secou a terra e, ao mesmo tempo, aqueceu e enxugou o pobre viajante, já quase gelado. Este, tendo sentido o calor dos raios solares animou-se, abençoou o Sol e despiu seu casaco, dobrando-o e atando-o à garupa da sela.
- Vê, disse então o Sol ao vento, maldoso, vê agora que com brandura e bondade se pode fazer mais do que com violência e maldade.
Quem, na verdade, resistirá à força imensa da brandura e da bondade ?
A fôrça, o saber, a beleza não fazem, sem a bondade, conquistas duráveis no domínio das almas.
O homem inclina-se perante o talento, mas só se ajoelha diante da bondade.
A bondade proporciona a alegria mais fecunda da vida.
Sofreis a injustiça de um mau ? Perdoai-lhe, a fim de que não haja dois maus.
Não serás julgado pelo muito que souberes, mas pelo bem que fizeres.
Se amares, será amado. Se servires, serás servido. Se temeres, serás temido. Se te portares bem para com os outros, convém que os outros se comportem bem para contigo. Mas bem-aventurado é aquele que verdadeiramente ama e não deseja ser amado. Bem-aventurado é o que serve e não pretende ser servido.

(D.) (“Lendas do céu e da terra” - Malba Tahan)

Curiosidade do Mundo dos Casados

1 ano de casamento : bodas de papel
2 anos de casamento: bodas de algodão
3 anos de casamento: bodas de couro
4 anos de casamento: bodas de seda
5 anos de casamento: bodas de madeira
6 anos de casamento: bodas de ferro
7 anos de casamento: bodas de latão
8 anos de casamento: bodas de cobre
9 anos de casamento: bodas de bronze
10 anos de casamento: bodas de estanho
11 anos de casamento: bodas de aço
12 anos de casamento: bodas de flores
13 anos de casamento: bodas de renda
14 anos de casamento: bodas de marfim
15 anos de casamento: bodas de cristal
20 anos de casamento: bodas de porcelana
25 anos de casamento: bodas de prata
30 anos de casamento: bodas de pérola
35 anos de casamento: bodas de coral
40 anos de casamento: bodas de rubi
45 anos de casamento: bodas de safira
50 anos de casamento: bodas de ouro
60 anos de casamento: bodas de esmeralda
70 anos de casamento: bodas de diamante

(autor desconhecido)

Brincadeiras Antigas

Há algum tempo atrás eu me ví diante de uma dificuldade um pouco comum entre a maioria das pessoas. O que comprar para presentear um casal de crianças gêmeas, pelo seu aniversário? Depois de pensar cheguei a uma conclusão. Comprei duas caixinhas bem pintadas, daquelas preparadas para despertar o senso de maravilhoso nos jovens. Pareciam conter algo de muito precioso. Tinham uma tonalidade de cores envelhecidas dando a impressão de serem caixinhas muito antigas. No centro de cada uma havia uma estampa colada representando crianças “dos velhos tempos” brincando. Internamente as caixinhas estavam divididas. Em cada uma das divisões internas continha um pequeno brinquedo.

Ao chegar na casa dos aniversariantes, logo vieram correndo me cumprimentar e curiosos para saber que presente iriam ganhar. Pegaram os pacotes e sem mais demora abriram-nos. Cada um teve uma reação diferente. A menina tratou logo de abrir a caixinha e ao ver seu conteúdo seus olhos brilharam: entre outras coisas, uma boneca de pano costurada a mão com vestido longo, chapéu e rendas. Pegou-a e imediatamente foi mostrar aos seus pais. O menino, porém, teve uma reação interessante. Maravilhado com a própria caixinha em si, ficou admirando-a por um certo tempo, talvez imaginando “o que teria a lá dentro”. Via-se nos seus olhos que seus pensamentos iam além do que estava vendo... “Que caixinha misteriosa e bonita, meio antiga...” Depois acabou abrindo a caixinha e com olhos percorreu detidamente tudo quanto lá havia. Com suas mãozinhas cheias de cuidado “saboreou” tudo detidamente.

- “Foi o melhor presente que eu ganhei” disseram ambos.

O que continham as caixinhas ? Simplesmente brinquedos tradicionais que já algum tempo a juventude tem deixado cair no esquecimento.

RESGATANDO JOGOS TRADICIONAIS:

A revista “Kalunga” noticiou: “Graças a Deus, simples e inocentes jogos tradicionais de crianças resistem por todo o Brasil à concorrência desleal da televisão, que geralmente transmite um conteúdo degradante. Não há menino ou menina que não saiba brincar de esconde-esconde, polícia-e-ladrão, pegador, casinha e tantos outros do tipo faz de conta. (“Entre o céu e o inferno”, “Kalunga”, São Paulo, julho de 1998).

Em alguns lugares ainda se preservam os jogos de bolinhas de gude, que não deixa de ser uma espécie de “golfe de mão infantil”. As variedades de tamanho e coloração das bolinhas de vidro encantam as crianças.
Recentemente também voltou a moda dos piãos de madeira... As variedades também são grandes, com vários formatos e desenhos. Há até uma competição de pião em vários lugares.
Quem não conhece “cama-de-gato”? Aquele jogo com barbantes onde uma criança “tira o barbante” da mão do outro fazendo novas formas de desenhos?
“Cinco Marias” – saquinhos recheados com areia que as meninas brincam graduando o jogo com inúmeras dificuldades?
As antigas e famosas brincadeiras de “roda”, onde se cantavam as mais belas canções do mundo musical infantil.
As belíssimas “cantigas de ninar” também tem um repertório enorme.
Existem livros sobre as brincadeiras e brinquedos tradicionais. Foram editados livros com as cantigas de roda e livros com as cantigas de ninar. Normalmente esses livros vêm acompanhados do CD para aprender as músicas “de sempre”.
O mundo dos brinquedos e brincadeiras tradicionais é imenso.
As bonecas de pano, costuradas "a mão" com suas roupas tradicionais e com trajes típicos... Há pessoas que colecionam essas bonecas.

É muito saudável, espiritualmente e fisicamente, incentivar as crianças a praticarem esses jogos. Incentivo que também fará bem aos adultos, pois lhes trará saudades da inocência e da felicidade de quando eram jovens.

OBSERVAÇÃO: Apesar de existirem casas que vendem esses produtos, não é preciso muita habilidade também para fazer artesanalmente uma dessas “caixinhas maravilhosas”. Podem ser feitas ou compradas, pintadas, decoradas, "recheando-se" com muitos brinquedos e livros de canções e brincadeiras tradicionais. O sabor do presente, neste caso, se enriquece ainda mais, pois foi feito artesanalmente e com carinho.